outubro 03, 2017

dourado

marmeleiro de jardim
Cydonia Oblonga


Não escondo a minha alegria no dourado que já se vê, as folhas que já caem, as pêras e maçãs que já se desprenderam das árvores, os marmelos, bem amarelos, maduros a pedir apanha. É o Outono. O frio já se anuncia de noite, não tarda o toque final na pintura que é o cheiro das castanhas. Já apetece ficar agarrado ao caderno, a juntar letras, adjectivos, sonhos e ficções. É o Outono, e faltas tu a dividir a manta.
Esta tela de dourado só encontra par na cor de ouro das areias do deserto. Ali encontrei a minha finitude, tão pequeno como qualquer um dos milhares de milhões de grãos de areia. Um somatório de minúsculos que formam um gigante. E não é isso que somos no mundo, minúsculos mas essenciais ao todo. Não é amigo este mar dourado, é seco a mostrar a minha pequenez, confronta-me com os meus medos. É algo que já me fazia falta, ver e medir as minhas falhas. Curiosamente não fez sonhar, não fez tomar decisões. Esse poder em mim só o gigante azul, só o mar tem o poder de me fazer sonhar. O mar e tu.

14 comentários:

  1. O que nos faz sonhar leva-nos sempre além de nós próprios...

    :)

    ResponderEliminar
  2. que bonito, o teu dourado, Miguel :)

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. obrigado Laura, como eu gosto desta época :)

      Eliminar
  3. Sabes às vezes sinto falta do mar porque também é lá que as minhas baterias se parecem carregar (e não é que esteja muito afastada dele, mas o tempo mete-se no meio de nós e às vezes não se encurta...) mas olhar o céu em noites de nuvens ligeiras como brumas parece o mar a fazer o pino... quase se consegue ver a ondulação :)... e as baterias carregam um tico ;)

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. O céu em certas noites, na minha varanda, anda perto do mar, também.

      :)

      Eliminar
  4. Sem dúvida a imensidão do mar, o marulhar, e lá longe o horizonte, onde perco o olhar e o sonho começa.

    Boa noite


    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Sim sou amigo do mar, e ele de mim, afinal faz sonhar e desejar, sem dúvida.

      Eliminar
  5. Coisa bonita, dividir a manta! :))

    ResponderEliminar
  6. Este comentário foi removido pelo autor.

    ResponderEliminar
  7. O mar é mágico, assim como esse teu dourado Miguel. Tão bonito :)

    ResponderEliminar